29/11/2017

Felipe Guerra conta com o Programa Criança Feliz


O Criança Feliz é um programa do governo federal e foi instituído por meio do Decreto n°8.869, de 05 de outubro de 2016 tendo como fundamento a Lei n° 13.257, de 08 de março de 2016, que trata do Marco Legal da Primeira Infância. A primeira infância é o período que abrange os seis primeiros anos completos, ou seja, os 72 meses de vida da criança.

O Programa Criança Feliz tem caráter intersetorial, envolve várias políticas com a finalidade de promover o desenvolvimento integral das crianças na primeira infância, considerando sua família e seu contexto de vida. É importante destacar que a efetivação da intersetorialidade  dependerá de uma agenda articulada no âmbito local, apoiada pelo alinhamento entre as políticas públicas, abrangendo o planejamento, o desenvolvimento e o monitoramento das ações e encaminhamentos realizados.

A adesão ao programa se deu pelo  Termo de Aceite assinado pelo Prefeito Haroldo Ferreira, visando a ampliação do atendimento junto as famílias beneficiárias do Bolsa Família no âmbito das políticas públicas municipais. O programa é referenciado no CRAS e conta com uma equipe composta por 4  (quatro) visitadores sociais e 1 (um) supervisor técnico, que realizam visitas domiciliares, para o atendimento junto as famílias. Serão atendidas 100 famílias, sendo o público prioritário do Criança Feliz:

A. gestantes, crianças de até 3 (três) anos e suas famílias beneficiárias do Bolsa Família;
B. crianças de até 6 (seis) anos  e suas famílias beneficiárias do BPC;
C. crianças de até 6 (seis) anos afastadas do convívio familiar em razão da aplicação de medida protetiva prevista no Estatuto da Criança e do Adolescente - ECA.

No município de Felipe Guerra, o programa já teve inicio e a equipe vem realizando visitas domiciliares desde o mês de agosto, porém enfrenta dificuldades no que se refere a localização das famílias pré selecionadas pelo MDS, diante disso informamos que TODAS as famílias beneficiárias do Bolsa Família que estejam dentro das condições prioritárias contempladas no programa (gestantes e crianças de até 3 anos) devem procurar a equipe do programa, trazendo a folha resumo do PBF é o  cartão SUS (criança e/ou gestantes), no endereço: Rua Francisco Diógenes, 247, Cidade Alta. Mais conhecido como (COMDICA). No período de 29 de novembro a 8 de dezembro de 2017, de 8h as 11h; e de 14h as 17h.


Salientamos que as famílias da Zona Rural nesse primeiro momento foram contempladas apenas as comunidades de Canto do Junco, Brejo, Tabuleiro e Boqueirão.

28/11/2017

Quem Matou Valeria Patricia???



Um ano e dois meses depois os mossoroenses continuam vivendo suas vidas, eu continuo trabalhando e estudando, o Sarney continua recebendo sua polpuda aposentadoria, você continua compartilhando frase de amor no facebook, sua vizinha teima em deixar o som no volume máximo ouvindo Wesley Safadão... Todos nós continuamos nossas vidas tranquilas. Bom, menos a família de Valeria Patrícia.

Valeria Patrícia de 20 anos, desapareceu dia 11 de setembro de 2016 e foi encontrada morta com o pescoço quebrado e um tiro na cabeça quatro dias depois, em uma área de matagal nas proximidades da BR-110, que liga a Cidade de Mossoró a Upanema. Para a perícia, a jovem estudante de enfermagem teria sido esganada e morta com um tiro. Passado todo esse tempo do assassinato, nenhuma resposta foi dada em relação ao responsável.


Afinal quem matou Valeria Patrícia? A meu ver esse caso segue o caminho de muitos, a mídia parou de noticiar, as redes sociais se calaram e esse ruma ao esquecimento. Muitas Valerias são mortas Brasil a fora, não vamos permitir que mais esse crime fique impune, não vamos esperar que aconteça com uma Valeria da nossa família para poder se indignar. Vamos todos se indagar, QUEM MATOU VALERIA PATRÍCIA???

23/11/2017

Convite


O prefeito Haroldo Ferreira e a primeira-dama Girlene Ferreira convidam a todos os munícipes para participarem da programação de hoje da Festa de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro. 

A programação iniciará com novena às 19hs, na igreja matriz do bairro Cidade Baixa, em seguida será servido um jantar. A noite se encerra com uma grande festa dançante na praça pública. 

O jantar é organizado pela primeira-dama Girlene Ferreira e sua equipe,que custará R$ 5,00 reais cada refeição, todo dinheiro arrecadado será destinado a Igreja de Nossa Senhora do Perpetuo Socorro

21/11/2017

Curso de Operação e Manutenção de Tratores e Arados Agrícolas


A Prefeitura Municipal de Felipe Guerra, através das Secretarias Municipais de Agricultura e Assistência Social, em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural – SENAR, realizam o curso de Operação e Manutenção de Tratores e Arados Agrícolas. O curso teve inicio na ultima terça feira, com encerramento na sexta feira (24-11). 

A Coordenadora de Cursos da Secretaria de Assistência Social, Simone Albuquerque, informa que o curso tem duração de 30 horas, com aulas teóricas ministradas no Centro de Convivência (COMDICA) e aulas práticas no Sítio Canto do Junco.

O curso tem como público alvo o Trabalhador e o Produtor Rural, trazendo como propostas a operação do trator respeitando as normas de segurança e saúde do trabalhador, de preservação do meio ambiente e, sobretudo, obedecendo às recomendações técnicas. Além de centralizar informações de como se faz a manutenção preventiva do sistema de alimentação, ar, combustível, e formas de regulagem.

Para 2018 será anunciado mais cursos, sempre visando qualificar os profissionais e demais interessados, finalizou Simone Albuquerque.

16/11/2017

Uma parceria que deu certo


Os organizadores do tradicional Abelhudo Rock, que acontece todos os anos na cidade de Felipe Guerra, firmaram uma pareceria com a prefeitura, através da Secretaria de Assistência Social e, neste ano de 2017, o festival arrecadou alimentos para  serem doados à famílias felipenses em situação de vulnerabilidade. E assim foi feito. 

A equipe da Secretaria de Assistência Social arrecadou alimentos em uma tenda montada durante o evento realizado no mês de setembro. 

No entanto, o montante de gêneros alimentícios arrecadados não foi suficiente para atender a quantidade de famílias que a secretaria gostaria de beneficiar e, por isso, foi solicitado ao prefeito Haroldo Ferreira a compra de gêneros complementares para as cestas básicas. De pronto o prefeito autorizou.


As cestas foram confeccionadas e entregues durante toda essa semana, seguindo um cronograma estabelecido pela secretaria.  O senhor João Batista Pascoal, representando o grupo do Rock, juntamente com a Secretária de Assistência Social Fátima Maia acompanharam de perto a distribuição dos alimentos.

Fátima comentou sobre sua satisfação em ter ajudado a realizar uma grande festa e de alcançar o objetivo principal com os alimentos arrecadados. “Quero agradecer e muito a parceria com o grupo do Abelhudo Rock, que essa parceria cresça, que o próximo ano a população doe cada vez mais. A festa foi boa, porém o mais importante são esses alimentos arrecadados e entregues as pessoas que mais precisam. Deus vai dar em dobro para todos nós e a população de Felipe Guerra merece muito mais", Disse. 

11/11/2017

Como ensinar nossas crianças que ninguém pode tocar no corpo delas



No Brasil, a cada ano aumentam os casos de pedofilia um crime que movimenta cerca de 3 bilhões de dólares. Novos sites de pornografia são criados todos os meses no país. Destes, 52% tratam de crimes contra crianças de 9 a 13 anos, e 12% dos sites expõem crimes contra bebês de zero a três meses de idade, com fotografias. O levantamento revela ainda que 76% dos pedófilos do mundo são brasileiros. Os dados são alarmantes e preocupantes.

O assunto é incômodo, mas faz parte daquele grupo de questões que a gente não pode fugir de encarar. Estou falando objetivamente da gente saber como ensinar nossas crianças, mesmo pequenas, a não se tornarem vítimas de abuso físico ou sexual.
Pensando nisso, pesquisei a respeito do que os americanos, que dão muita importância para o assunto, trazem para ser tratado de forma inteligente. Já foi o tempo que eu achava isso exagerado, hoje concordo demais que é muito, muito melhor prevenir. Então vamos às dicas que eu consegui reunir:

1- Meu corpo é meu: a criança deve entender que o corpo dela lhe pertence, que ninguém tem direito, nem por brincadeira, de ficar tocando nela de forma que a deixe constrangida. Eu sei que a cultura brasileira aceita beijos e abraços sem ter fim. Mas é preciso sinceramente evitar abraços e beijos para desconhecidos ou pouco conhecidos. Uma criança jamais deve ser obrigada a ter contato físico com quem ela não quer.
2 – A lista das pessoas confiáveis: a criança precisa ter a certeza de quem ela pode contar. Quem são estas pessoas: o papai, a mamãe, a vovó, a professora? Que sejam. Mas vai ser muito importante para ela que os pais identifiquem estas pessoas deixando bem claro que a criança tem a quem recorrer quem ela realmente deve confiar.
3 – Partes íntimas: ninguém toca nas minhas partes íntimas é uma mensagem muito importante que as crianças precisam receber. Ninguém pode pedir que eu toque as partes íntimas dela também. Outra informação importante para as crianças é de que ninguém deve mostrar fotos de partes íntimas para ela. A criança precisa saber que pode contar para sua lista de pessoas confiáveis se algo do tipo acontecer.
4 – Ninguém pode ter segredo desconfortável: a criança tem que ter o ensinamento de que não pode ter segredo com ninguém que peça para algo não ser contado e que a faça se sentir mal ou incomodada com isso. Se isso vier a acontecer, ela também precisa ser ensinada a falar para alguém do seu grupo de pessoas confiáveis sobre essa história de segredo.

5 – Nenhum adulto desconhecido pede ajuda à criança: essa eu achei uma regra de ouro. Os pais devem esclarecer aos filhos que não existe essa história de um adulto desconhecido pedir ajuda para criança (seja na porta da escola, na pracinha, no playground…). Que fique bem claro na cabecinha delas: adultos não precisam de ajuda de criança, isso não existe. Adulto pede ajuda a outro adulto. Com isso em mente, as crianças não titubeiam em dizer não, mesmo que os pais tenham ensinado a elas que elas precisam ser gentis. Assim se alguém abordá-los dessa forma, elas jamais devem seguir ou acreditar nessa pessoa.

Vamos cuidar das nossas crianças.










03/11/2017

É preciso saber agradecer

Realmente o município não é obrigado a subsidiar o transporte escolar para o ensino superior, uma vez que, constitucionalmente, sua obrigação é a educação básica do 1º ao 5º ano (séries iniciais). No entanto, sabemos que essa é uma realidade Brasileira, muitos alunos se deslocam a cidades próximas pra frequentar curso superior. Neste caso, o bom senso deve prevalecer para que o município possa subsidiar esse transporte de forma gratuita.

E assim caminha o município de Felipe Guerra, na contramão de muitos municípios Brasil a fora que devido à frustrações de receitas e diminuição dos royalties deixaram de fornecer o transporte aos universitários ou fornecem apenas uma ajuda. 

O prefeito Haroldo Ferreira segue firme e forte fornecendo o transporte universitário gratuito para cerca de 200 alunos que em dois turnos (manhã e noite) deslocam-se para a cidade de Mossoró onde estudam nos mais variados cursos do ensino superior e afins.

Estima-se que cerca de R$ 600 mil são investidos anualmente pelo município de Felipe Guerra no custeio do transporte gratuito universitário. Dinheiro esse que, por exemplo, poderia ser destinado para obras de infraestrutura.

Ao fornecer esse apoio imensurável aos universitários o gestor municipal deixa claro seu compromisso com a Educação e que entende que só essa é capaz de transformar a vida dos cidadãos.

É bem verdade que há alguns pontos para serem discutidos e melhorados por parte do locador. A prefeitura está pagando e o serviço tem que ser prestado em sua totalidade. Uma ma audiência entre gestor, alunos e locador seria o caminho para alguns ajustes. 

É preciso mais consciência acerca da importância desta ação e do retorno futuro que essa trará ao município, especialmente para a juventude acadêmica e no que diz respeito a mão-de-obra qualificada. 

Que os estudantes saibam cobrar, mas também agradecer. E que o prefeito continue sensível,  feche os olhos para as picuinhas da turma do "quanto pior, melhor" e continue fornecendo e melhorando o serviço para que, cada vez mais, cidadãos consigam o seu diploma e retribuam prestando relevantes serviços à população filipense, a final, dizia Dix-Huit Rosado: "Quem não faz um pouco mais por sua terra, não fará nada pela terra de ninguém".

Curta nossa página

Leitores agora

Total de visitas

Mais lidas da semana