13/02/2018

Balneário Beira Rio em Felipe Guerra, o lugar onde nunca se deve frequentar


Na tarde do dia 12 de fevereiro (segunda feira) fui conferir o carnaval do Balneário Beira Rio, localizado no sitio Brejo em Felipe Guerra. Ao chegar lá pude perceber porquê este carnaval a cada ano vem diminuindo.

Primeiramente ao adentrar o ambiente temos que buscar um lugar ao ar livre, uma vez que o teto das partes cobertas está tomado pelo cupim e a estrutura ameaça desabar.

Após um giro pelo local percebo que esqueci a carteira no carro e ao tentar sair sou proibido pelo segurança. Ué, e onde fica o meu direito de ir e vir consagrado no art. 5° inciso XV da constituição vigente??? 

Passaram-se duas horas e finalmente por volta das 18 horas consigo sair, observo que blocos e pessoas entram com suas caixas térmicas contendo bebidas, então tento entrar com a minha térmica e sou barrado pelo segurança, vou em busca da organização do evento para saber qual procedimento deve ser feito ou se paga alguma taxa para entrar com a caixa térmica, mas não encontrei o organizador principal. 

Dirijo-me ao bar para em fim tentar tomar uma cerveja, relato tais ocorridos ao irmão do organizador do evento que despachava bebida, achando que este me daria explicações sobre o ocorrido, porém esse cidadão foi grosseiro, rude... Talvez tal tratamento dado a minha pessoa tenha sido por politicagem, uma vez que vivemos em uma cidade onde a politica nunca passa ou o organizador do evento nem sabe que a segurança e alguns de seus auxiliares trataram as pessoas dessa forma.

Deixo aqui o espaço aberto caso o organizador do Carnaval do Beira Rio de Felipe Guerra tenha interesse em esclarecer os dissabores ocorridos em seu evento.

0 comentários:

Postar um comentário

Curta nossa página

Leitores agora

Total de visitas

Mais lidas da semana