17/08/2018

Prefeitura de Felipe Guerra realiza ‘Dia D’ de vacinação contra sarampo e poliomielite


Com intuito de garantir a assistência de forma preventiva, a Prefeitura Municipal de Felipe Guerra, através da Secretaria Municipal de Saúde, realiza neste sábado (18),  o ‘dia D’ da Campanha de Vacinação contra a poliomielite e o sarampo na rede municipal. Devem ser imunizadas crianças de 1 ano até quatro anos, 11 meses e 29 dias.

As vacinas estarão disponíveis na unidade básica de saúde Dr. Ananias Queiroga de Oliveira, durante o ‘Dia D”, a partir das 8h até às 17h.

Os pais devem levar o cartão de vacina das crianças para que o profissional de saúde avalie a situação vacinal e oferte as doses da Tríplice Viral, conforme a necessidade encontrada.

A campanha também ofertará a vacina que previne contra poliomielite ou paralisia infantil, que também faz parte do calendário de rotina e é recomendada a partir dos dois meses de idades.

O Ministério da Saúde recomenda que toda criança entre doze meses e menores de cinco anos seja vacinada indiscriminadamente com a vacina VOP Tríplice Viral nesse período de campanha de vacinação nacional contra a pólio.

“A vacinação da campanha já faz parte do esquema vacinal, mas os novos casos de doenças consideradas erradicadas no país trazem uma campanha com tom de alerta imediato”, esclareceu Girlene Ferreira, Secretária Municipal de Saúde da Prefeitura de Felipe Guerra.

De acordo com a diretora da unidade básica de saúde Dr. Ananias Queiroga de Oliveira, Cristiane Mirla, as campanhas funcionam como um chamamento nacional e acontecem para reforçar o trabalho que já vem sendo desenvolvido pelas equipes de saúde, principalmente para lembrar os pais de manter o cartão de vacina de seus filhos sempre atualizado.

Sarampo – O Sarampo é uma infecção contagiosa, transmitida por um vírus. Os sinais envolvem principalmente alterações na pele, chamadas de exantema eritematoso, acompanhadas de febre, tosse, coriza e mal-estar, podendo levar a complicações por encefalite, meningite, pneumonia, otite, complicações intestinais, entre outras.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) divulgou que em 2017 aumentaram em 400% os casos de sarampo na Europa. No Brasil, foram registrados 200 casos em Roraima com duas mortes e 263 casos no Amazonas. Quatro casos registrados no Rio de Janeiro estão sob investigação e sete casos notificados no Rio Grande do Sul.

Paralisia infantil ou pólio – é uma doença infectocontagiosa viral aguda, que possui como principal característica quadros de paralisia flácida súbita, no qual o paciente sofre fraqueza ou paralisia em determinada parte do corpo por redução do tônus muscular.

No final da década de 1980, estima-se que a doença foi responsável por casos de cerca de mil crianças paralíticas diariamente, situação grave que chamou a atenção da Organização Mundial da Saúde (OMS).

No Brasil, a orientação feita pela OMS foi a de aplicar a vacinação no período de campanha em 95% das crianças na faixa etária entre 12 meses até 5 anos. O último caso de poliomielite no Brasil foi registrado no ano de 1989.

Campanha – A campanha nacional de vacinação contra a poliomielite e o sarampo teve início no dia 1º de agosto e segue até o dia 31 de agosto, na rede municipal de saúde. As vacinas serão destinadas para crianças de doze meses até menores de 5 anos.

0 comentários:

Postar um comentário

Curta nossa página

Leitores agora

Total de visitas

Mais lidas da semana